20140820

Novo Mapa Turístico de Viseu


Capa de rosto do " Mapa Turístico" um desdobrável editado, há poucos dias, pelo Município de Viseu, uma iniciativa de louvar

Visita Guiada ao "Lago da Cava"


"Visitas guiadas à cidade: uma oportunidade única
Este ano a Feira de São Mateus aposta na ligação à cidade e ao seu centro histórico e tem, por isso, um programa de visitas guiadas pela cidade. “Mercados no tempo da cidade: 2000 anos de história” é o mote desta viagem pela história de Viseu.
As próximas estão agendadas para os dias 21, 23 e 28 de Agosto, com início na praça D. Duarte, às 18 horas.
A visita tem uma duração estimada de 2 horas e o bilhete pode ser adquirido no Viseu lounge (junto ao funicular), pelo valor de 5 Euros (não incluído no valor do bilhete de entrada na feira, quando paga."
Fonte página oficial [ligação]

Grafitti de Viseu


Grafitti (bombing) de Viseu - o ubíquo "AISER"

Internacionalizar a Feira de "São Mateus"


Uma das coisas que a minha mãe me ensinou foi que não se deve comprar, logo na primeira loja em que se entrar! o mesmo conselho serve para feirar porque consegui encontrar meias, ainda mais baratas [ver].
                        

O Museu Almeida Moreira na Feira


"O museu da eletricidade, no recinto da Feira de São Mateus, este ano recebe vários museus de Viseu. De 19 de a 24 de Agosto é o Museu Almeida Moreira [saber +] a ocupar este espaço com exemplares das suas principais coleções e várias atividades.
Durante este período, os visitantes poderão ver painéis da exposição “Faces da Vidacidade” e vitrines com peças de cerâmica e mobiliário." (...) Saber mais [p. oficial]

Armadilhas para Toupeiras


Tal como já esperava não foi necessário procurar muito na Feira de "São Mateus" para encontrar à venda armadilhas para apanhar as toupeiras [ver] que andam impunemente a estragar rotundas e zonas verdes da "Melhor cidade para viver" [ver]. Portanto quem desejar feirar armadilhas já sabe onde procurar!

Uma "Inovação" da Feira de "São Mateus"


O "Grande Prémio Internacional da Feira de São Mateus" que em 2012  teve a sua 50ª edição, uma das provas de estrada (8 Km) mais antigas do país, não se realizará este ano porque a "Associação de Atletismo de Viseu" não conseguiu reunir os habituais apoios institucionais.

"Pescarias" no Rio Pavia

Este jovem estava ontem a pescar, por puro divertimento no Rio Pavia, os peixes eram logo devolvidos à agua suja. O moço gostaria de apanhar um pimpão, peixe vermelho da família das carpas, mas esses não morderam o isco, pelo enquanto fiz companhia ao pescador. Quando era da idade dele tinha um gato que mal me via pegar na cana, vinha logo a correr porque sabia que era peixe apanhado, peixe devorado. Nesse tempo não havia no Pavia peixes exóticos mas barbos, bogas, "asas-vermelhas" e enguias. As trutas já tinham sido extintas devido à poluição das águas.

Esta perca (juvenil com aprox. 10 cm) foi a maior que o rapaz pescou enquanto estive com ele. Este bonito peixe é um voraz destruidor da restante fauna. Muito pescadores detestam estes peixes que além de terem imensas espinhas, possuem dentes afiados que podem cortar as linhas e sobretudo porque comem os ovos de outros peixes e as crias pequenas, o único que lhe dá luta é o achigã que se alimenta dele mas não existe no Rio Pavia.


A recolha de algas com um camaroeiro não é pesca mas evita que o rio fique verde, como sucedeu em 2011 [ver] e 2012  [ver] ou até vermelho em 2011 [ver].

Completando a Ecopista


Um pouco mais abaixo do local onde o jovem estava pescar para se divertir mas não desdenharia se conseguisse apanhar um pimpão, mas eles não mordiam o isco, andavam a trabalhar três calceteiros. Os trabalhos em curso têm por finalidade ligar a "Ecopista do Dão", ao Fontelo. As obras iniciaram-se na passadeira existente na "Porta de Viriato" [saber +] e continuaram pela Rua Nossa Senhora da Conceição, até à Rua do Coval e hoje estavam junto à "Ponte das Barcas". A obra confina com a vedação metálica da feira que deveria ser totalmente desmontada mas o pessoal da EXPOVIS, apenas tem retirado uma ou duas secções da vedação, para facilitar a passagem dos pedestres porque se assim não fizesse haveria carros estacionados até ao Viriato. Nessa zona marcaram com duas filas de cubos brancos de calcário, uma faixa com sinalização horizontal que indica que só poderá ser usada por peões e bicicletas que logo a seguir, feita a travessia da Rua Nossa Senhora da Conceição, junto ao "Túnel de Viriato", passa a ser numa única guia branca, executada apenas com uma pedra, colocada a meio do passeio e assim continua até alcançar a Rua do Coval. A nova pista irá passar o Rio Pavia  na "Ponte das Barcas" e deverá continuar pela margem esquerda do rio e pelo recinto da feira semanal, até atravessar a estrada da circunvalação, na rotunda da Estrada do Sátão e finalmente alcançar na Alameda Engº Messias Fuschini, o pedaço mais antigo da ecopista. A ligação do Fontelo à ecopista, na Aguieira esteve entre os objectivo não concretizados do Programa POLIS. Considero que estes trabalhos são um desperdício e potencialmente geradores de acidentes porque o troço da pista em construção, terá de atravessar seis vias com trânsito automóvel, três delas muito movimentadas.

Cardo-Roxo no "Palco Orfeão"


Hoje às 22H00, integrado no programa da Feira de "São Mateus", os "Cardo-Roxo" vão tocar no "Palco Orfeão" [p. oficial].

20140819

Será Por Falta de Água?



O "lago pequeno" do Parque Aquilino Ribeiro não tem água, os seus pequenos repuxos e as "taças" que o rodeiam, há várias semanas que estão secos. Será por falta de água? Talvez não, porque as avarias já são habituais, o "ribeiro" de vez em quando também tem deixado de correr. Curiosamente no Inverno as falhas do sistema são menos corriqueiras, daí a minha dúvida.
Mais uma situação que em nada beneficia a "Melhor cidade para viver", distinção "conquistada" por duas vezes, pela gestão do Dr. Fernando Ruas e de que tanto alarde faz o Gabinete de Imagem e Comunicação do Município do actual executivo que, exceptuando o Dr. Guilherme de Almeida, nada fez por essas distinções. Só em camisolas para oferecer com esse slogan e o seu novo logotipo - "Marca Viseu",  já devem ter gasto um dinheirão! e em pendões quanto terá sido [ver]?

Miguel Araújo - "Autopsicodiagnose"

 

"Autopsicodiagnose" tema do disco de estreia a solo de Miguel Araújo, "Cinco Dias e Meio" [ver vídeo] que vai estar hoje no "Palco Viriato" da Feira de "São Mateus", a partir das 22H00, a participar num evento musical cuja receita reverterá para os "Bombeiros Voluntários de Viseu", às 21H00 subirá ao palco o grupo HIFI.

Feira "São Mateus"

Viseu, Rotunda de Viriato e Porta de Viriato, da Feira de "São Mateus"

Os feirantes andam muito desgostosos pelo facto do dia de encerramento da feira anual de Viseu ter sido antecipado de pelo menos uma semana (14 de Setembro) e o dia do seu patrono desde 1511 - São Mateus, celebrado em 21 de Setembro, ter sido excluído. A comissão de feirantes já terá contactado a organização, no sentido da duração da feira ser ampliada de acordo com a tradição, com mais de quinhentos anos, mas em vão (será mais provável a antecipação da data de início). A câmara municipal tem outros planos de que já não poderá a abdicar - uma festa das vindimas, "Viseu & Vinho Dão Festa” [ver] a realizar de 19 a 21 de Setembro. O programa de actividades para promoção do "Vinho do Dão" será diversificado e alargado ao atletismo. A "Meia Maratona Internacional", organizada pelo Grupo Desportivos "Os Ribeirinhos" que em 2013 teve a sua 34ª edição, já não se realizará e em sua "substituição", no dia 21 de Setembro com início às 10H00 e partida e chegada ao Fontelo, irá correr-se a "1ª Meia Maratona do Dão - Corrida da Emoção". A organização é da responsabilidade do município, dos "Ribeirinhos" [Facebook] e da empresa de eventos desportivos Global Sport [p. oficial].


XXIII Concentração Motard Viseu


A "XXIII Concentração Motard de Viseu" (Feira de "São Mateus"), organizada pelo "Moto Clube de Viseu", irá realizar-se nos próximos dias, 22, 23 e 24 de Agosto (Sexta-feira, Sábado e Domingo).

"Cinema na Feira"


Concretizou-se ontem o anunciado regresso do Cinema à feira anual de Viseu, aliás a ausência não foi muito longa, na edição de 2012 realizaram-se projecções na tenda gigante montada no relvado. A comédia a "Gaiola Dourada", numa iniciativa da organização da Feira de "São Mateus" e do Cine Clube de Viseu foi apresentada a um público numeroso que com bastante antecedência foi ocupando todas as cadeiras e ia deitando o olho ao espectáculo que decorria no palco, sem grande anuência de público. O Cinema voltou a despedir-se da feira, certamente voltará em 2015. As sessões de cinema ao ar livre na feira foram uma novidade em 1928 e na década de 1980 realizavam-se no demolido "Auditório da Feira de São Mateus" que era um "barracão" desconfortável, mas apesar disso as sessões infantis estavam sempre esgotadas e vários ciclos temático de cinema foram organizados e apresentados pelo cine clube a um público ávido de bom Cinema.

20140818

" A Porta dos Cavaleiros"


Placa com informações sobre a "Porta dos Cavaleiros" [saber +]. Neste lastimável estado não tem qualquer utilidade e a situação não é nova porque os estragos começaram a aparecer há algum tempo. A vizinha fonte de São Francisco, continua "suja" e grafittada [ver] e o São João Baptista que tomou banho forçado, nas vésperas do passado dia 25 de Abril, está cada vez mais cagado das pombas [ver].

Grafitti de Viseu


Grafitti (bombing) "FUIE" em Viseu. São cada vez mais os que dizem "Volta Dr. Fernando Ruas!"

O Monumento a Viriato em 1954

Clique sobre a imagem para ampliar

Monumento a Viriato foto retirada do Guia Turístico (desdobrável) nº 268 da ROTEP, publicado em 1954, organizado por Camacho Pereira, Casa da Pimenteira, Cruz Quebrada.

O Viriato Bem Estimado


Este ano a organização da Feira de "São Mateus" decidiu dar grande relevância à figura de Viriato. O "Monumento a Viriato" que há alguns anos ficava dentro do recinto da feira, este ano não ficou tapado por piscinas [ver] mas muito bem enquadrado por um bonito jardim efémero. Os criadores do jardim tiveram a feliz ideia de deixar a cava e monumento a servir de cenário à exposição dos seus produtos e criaram um pequeno lago e um "pontão", delimitado por balaústres e grades de ferro antigos e duas "cortinada de água" (não visíveis na imagem) que é o local mais aprazível do evento e onde imensos visitantes gostam de ser fotografados.

Um Marco da "Cava de Viriato"


“A camara municipal, em Junho de 1818, a instancias do general da provincia, António Marcellino Victoria, mandou levantar marcos pelo circuito interno e externo dos muros da Cava; porem esta providencia baldou-se, porque já dantes os lados orientais, equados ao solo, se achavão alienados em aforamento; e os restantes continuarão, sem embargo, a ser acommetidos pelas cerceaduras e escavações dos possuidores das glebas contiguas. Finalmente este monumento veneravel parece que se vai despedindo da geração actual, e a seguinte por certo que não tardará a derrear-lhe o dorso por essas planicies. Saudemol-o pois!... já que os homens da governança não querem intender nestas archeologias, e os cobiçosos visinhos vão cavando para si. (...)” 
José de Oliveira Berardo [saber +], citado em "Portugal Antigo e Moderno, Diccionario", Augusto Soares de Azevedo Barbosa de Pinho Leal, continuado por Pedro Augusto Ferreira,  Lisboa, Livraria Editora de Tavares Cardoso & Irmão, 5 - Largo de Camões – 6, 1890.

Tantas e tantas vezes passei sem reparar neste marco de granito diferente de outros que ainda existem na "Cava de Viriato" [saber +]. Apenas há poucos dias o encontrei e notei que não era uma pedra irregular mas um paralelepípedo de  granito. Um olhar mais atento permitiu ver gravadas as letras "CM" (Câmara Municipal). O marco tem 33 cms de altura, acima do solo e base quadrada de 20 por 20 cms e deverá ser o único sobrevivente dos marcos com que a câmara municipal delimitou a cava, em 1818 para tentar terminar com os abusos dos proprietários vizinhos mas infelizmente o mal já estava feito. Uma vez que o perímetro do monumento é de 2.000 metros, cada face do octógno mede 250 metros e os marcos foram colocados no exterior e no interior, foram muitos os que levaram sumiço. Mas felizmente não aconteceu o que o cónego Berardo temia: "Mortalia facta peribunt" ("As obras dos mortais se perderão"). Mas outros desmandos se seguiriam, o último em 2008 quando a câmara "patrocinou" com fundos do "Programa POLIS" a construção de escadarias e a colocação da dispendiosa, polémica e perigosa "passadeira de granito" [saber +].

Serração Viriato, Lda.


Serração Viriato, Lda - Documento de Caixa nº 2792, Número do Lançameno 63 - Conta Despesas Gerais, ESC.100$00, Documento de caixa relativo ao pagamento de um cento de selos de correio, em 11 de Março de 1965.

20140817

Visita Guiada à "Cava de Viriato"

A "passadeira" de granito junto ao "Lago da Cava"

Pedaço de fio de nylon de roçadora que ontem cortou a vegetação entre as lages

Cilindro de granito e betão recortado há 6 anos da "passadeira" para colocação de ponto de luz

Pneu de tractor no "Lago da Cava"

Podem acreditar este é outro pneu mas de camioneta

Tal como estava programado realizou-se esta tarde a Visita Guiada aos "Mercados no tempo da Cidade 2000 anos de comércio" que naturalmente também incluía uma visita à "Cava de Viriato". Avistei o grupo que não deveria ultrapassar a dúzia de pessoas, incluindo o guia e o fotógrafo, seriam 19H15.
Acima ficam algumas fotos do muito que ficou por limpar no "Lago da Cava de Viriato" e muito mais vai ser possível avistar quando a água secar totalmente. Nem pássaros, nem patos bravos, nem galinholas, nem galinhas de água, apenas vi algumas rãs, água estagnada e "lixo".

Calendário das próximas visitas com saída às 18H00 da Praça D. Duarte:
21 de Agosto (Quinta-feira), 23 de Agosto (Sábado), 28 de Agosto (Quinta-feira), 31 de Agosto (Domingo - "Dia de Viriato"), 4 de Setembro (Quinta-feira), 6 de Setembro (Sábado), 9 Setembro (Terça-feira), 11 de Setembro (Quinta-feira) e 13 de Setembro (Sábado).

Académico Viseu FC vs SC Freamunde, 1-2


Quem terá certamente ficado com má cara foi o pessoal da claque "Viseu Army", do Académico de Viseu FC (ex-Grupo Desportivo de Farminhão), porque esta tarde a sua equipa perdeu o jogo disputado com o Sport Clube de Freamunde, por 1-2. Depois de no passado dia 10 de Junho, ter vencido o Clube Oriental de Lisboa, por 3-2 e se ter sagrado vencedor do Campeonato Nacional de Seniores, terceiro escalão do futebol nacional, o SC Freamunde voltou a vencer no Estádio do Fontelo.

"Novo Ciclo" da Feira de "São Mateus"


O presidente da câmara municipal, Dr. Almeida Henriques afirmou que este ano a Feira de "São Mateus" irá ficar marcada com a abertura de um "novo ciclo", "reinventado" mais uma vez o grande evento. É seu desejo "(...) manter as próprias tradições da feira, mas também sair daqui, da lógica da Beira-Alta podemos promover a feira por além fronteiras, designadamente no Porto... pelo país fora e mesmo na vizinha Espanha, para trazer pessoas para cá (...)".
Certo porque só em Viseu é possível comprar "3 Maços" de meias de homem (9 pares) ou seja dezoito meias, por apenas 5 euros. [ouvir].

Associação de Farminhão em Apuros


A "Associação do Grupo Desportivo de Farminhão" [ler], fundada em 2006 para substituir o "Grupo Desportivo de Farminhão", fundado em 1974 que mudou de designação em 2005 para "Académico de Viseu Futebol Clube" [p. oficial], está a viver, como muitos outras associações, um período difícil e por esse motivo não irá participar na época de 2014/15 nas competições organizadas pela Associação de Futebol de Viseu (Campeonato Distrital de Seniores da I Divisão e Taça Sócios de Mérito). Quem sabe se a "espécie de fusão entre o Farminhão (GDF) e o Clube Académico de Futebol (CAF)" [ler] não terá agravado ainda mais os problemas?

O "Trio Porteño"


O "Trio Porteño" [Facebook] vai tocar dia 18 de Agosto (Segunda-feira) às 22H30, no "Palco do Centro Histórico" - Feira de "São Mateus", localizado no Adro da Igreja da Misericórdia (frente à Sé Catedral de Viseu). Entrada gratuita.

Grafitti de Viseu


Grafitti de Viseu bombing - AISER (pormenor)

Blind Zero - "Down to the Wolves"


"Down to the Wolves" vídeo realizado por Pedro Azevedo para a banda portuense, Blind Zero que vai subir ao "Palco Viriato" da Feira de "São Mateus", logo à noite pelas 22H00 [p. oficial]

Publicidade Gratuita


Na "Cova da Raposa", servem-se almoços e petiscos

Cinema na Feira de "São Mateus"


"Uma família portuguesa ???? Num dos melhores bairros de Paris, Maria e José Ribeiro vivem há cerca de 30 anos na casa da porteira no rés-do-chão."
"A Gaiola Dorada" comédia do realizador luso-francês Ruben Alves. com Rita Blanco, Joaquim de Almeida, Roland Giraud, Chantal Lauby, Barbara Cabrita, Lannick Gautry, Maria Vieira, Jacqueline Corado, Jean-Pierre Martins, Alex Alves Pereira, Sergio Da Silva e Nicole Croisille. 
No largo do "Palco Viriato" da Feira de "São Mateus", dia 18 de Agosto (Seunda-feira), às 22H30, organização do Cine Clube de Viseu.

20140816

A Melhor Cidade Para (Mal) Estacionar


Que maravilha estacionar à sombra das árvores da "Cava de Viriato" e de borla, junto à Rua do Picadeiro, Uns metros mais à frente o município colocou dois pilaretes de granito e acabou-se a mama...

Estão Desfeitas As Dúvidas...

O antigo olival sobre a Cava de Viriato, o passadiço e Viseu ao fundo

A montureira continua mas levaram o bidão e os plásticos

Máquina a varrer a Rua dos Plátanos e um trabalhador municipal a soprar as folhas, o pó e o lixo

O "Lago da Cava" depois de limpo à pressa por dois trabalhadores do município

O pessoal da município abandona a cava depois de cumprir as tarefas que lhe foram destinadas

Estão desfeitas as dúvidas.. a "Cava de Viriato" está incluída nem poderia ser de outro modo, no itenerário das visitas guiadas designado por - "Mercados no tempo da Cidade 2000 anos de comércio". Hoje pessoal do município procedeu à limpeza do "lixo" existente em vários locais do monumento. Fiquei com a sensação que a limpeza foi coordenada pela empresa privada que organiza as visitas. A primeira visita está marcada para amanhã, com início às 18H00 na Praça D. Duarte.
Tudo começou assim. Casualmente cruzei-me com uma camioneta da câmara e reparei que transportava um bidão podre e enferrujado e uma vez que a viatura estava a sair da Rua dos Heróis Lusitanos, e dirigia-se para a Avenida da Bélgica, pensei logo que finalmente poderiam andar a limpar a cava. Naturalmente que fiquei curioso e fui verificar. Ao passar no início da Rua dos Plátanos e ao avistar a máquina de varrer, fechei os vidros do meu automóvel para não entrar o pó e segui pela Rua do Coval e Rua dos Heróis Lusitanos, até ao local da montureira. A minha suposição estava certa, era mesmo verdade! mas apenas retiram o que chamava mais a atenção e ficou a montureira, constituída por folhas secas, resto de relva aparada, lixo e  entulho (foto nº 2) [ver].
Subi a escadaria caminhei ao lado da "passadeira" de granito e fui até ao "Lago da Cava", onde encontrei dois operários a encher grandes sacos de plástico negro com o "lixo" que a descida do nível da água deixou à vista [ver]. O local ficou como mostra a foto nº 4, ou seja limparam o que foi possível porque uma limpeza bem feita exige a utilização de maquinaria. Entretanto o pessoal do município terá regressado às suas instalações ou foi realizar outras tarefas (foto nº 5). Eram aproximadamente 18H00, quando três empregados da empresa responsável pelo corte da vegetação do monumentos, munidos de roçadoras de fita, rapidamente se encaminharam para ao cimo do talude que tem o seu início junto à Rua do Picadeiro e começaram a desbastar apressadamente a vegetação porque o tempo era pouco e estariam com pressa de voltar para casa.
Realmente é uma vergonha que apenas na véspera duma visita guiada que irá percorrer o perímetro duma antiga fortaleza muito provavelmente uma construção muçulmana datável do séc X, construída em terra batida e considerada "Monumento Nacional", tenham ido varrer as ruas, limpar a valetas e retirar parte do "lixo". Quando a água que ainda existe no antigo fosso secar, o "lixo" agora submerso irá ficar à vista, será que nessa ocasião voltam para limpar o que restou? e as árvores caídas sobre a água e os silvados e o matagal vizinho quando serão erradicados? Claro que esta é uma boa notícia mas as grandes questões - limpeza e iluminação adequada, infelizmente continuam por resolver. É como diz o povo: "Só se lembrar de varrer, quando passa a procissão!"

A "Casa da Ribeira"


Lavadeiras no Rio Pavia década de 1960 (imagem parcial de desdobrável da "Casa da Ribeira")

A "Casa da Ribeira"


A "Casa da Ribeira" era um pardieiro a cair de podre que a edilidade em boa hora decidiu adquirir para instalar um "museu vivo", um espaço dedicado ao apoio aos artesãos que ali tinham as suas oficinas. Recentemente o imóvel [saber +], onde também funciona uma escola de hotelaria, foi totalmente renovado. O espaço dedicado às exposições foi todo remodelado segundo o novos modelos museológicos e expositivos. No rés-do-chão é possível apreciar uma exposição dedicada às memórias do Rio Pavia - as barcas, as lavadeiras e os moinhos. Neste momento e até 21 de Setembro está aberta uma exposição intitulada "Santos Populares - Festas e Tradições", com imagens antigas e modernas, executadas em materiais e estilo diversos de Santo António, São João (Baptista) e São Pedro, contextualizada com as antigas tradições populares. Em exposição permanente, no primeiro piso estão trabalhos em ferro forjado do Mestre Malho [saber+], "O Poeta do Ferro", contextualizada com ferramentas e objectos do ofício e "Olarias". uma mostra de objectos em barro de várias regiões do distrito, peças tradicionais e modernas, utilitárias, decorativas, objectos ligados à actividade, textos e fotos. A exposição do Mestre  Arnaldo Malho está equipada com uma estação de vídeo interactiva que permite ver outras peças não expostas, conhecer a biografia de Arnaldo Malho e um filme sobre o trabalho na forja e na bigorna. É de lamentar que o horário, em tempo de Verão e sobretudo de Feira de "São Mateus", não seja alargado e divulgada proactivamente a sua existência e conteúdos.
A "Casa da Ribeira" no portal do município [ligação]

Santos Populares na Casa da Ribeira


A exposição "Santos Populares - Festas e Tradições" está patente na Casa da Ribeira, até 21 de Setembro, no seguinte horário [ver]

Chaminés de Viseu - Casa da Ribeira


Chaminé da "Casa da Ribeira" cópia moderna, em menor escala, da original que servia a lareira da antiga casa de lavoura, localizada entre os dois corpos do edifício, um virado a norte e o outro a poente [saber +].

A Melhor Cidade Para (Mal) Estacionar


Estacionamentos na Rua Nossa Senhora da Conceição junto à estátua de São Mateus, em local proibido claro... confirma-se que Viseu é a melhor cidade para (mal) estacionar.

João Pedro Pais na Feira


João Pedro Pais juntou para assistir ao seu concerto de ontem, no "Palco Viriato" da Feira de "São Mateus", vários milhares de espectadores. O artista conseguiu criar uma grande empatia com o público na sua maioria jovens que cantaram muitas das música de maior êxito do cantor. Na parte final do espectáculo o João saltou do palco para se juntar à multidão. De regresso quis encerrar a sua actuação mas o público "obrigou" o artista a voltar para cantar, sempre muito acarinhado, mais cinco temas.

Nós Gostamos de Feirar Mas...

 

Este ano já feirei muitas vezes na Feira de "São Mateus", mas hoje foi diferente porque tive de adquirir um bilhete de 2,5 €. Muito próximo das 22H00 dirigi-me à "Porta de Viriato" e para meu espanto vi uma fila, com muitas dezenas de metros que se prolongava da bilheteira até muito perto da Rua do Campo de Viriato e avançava muito devagar. Dirigi-me a um agente da PSP e perguntei se aquela fila era para comprar bilhetes? o guarda disse-me que acabara de chegar mas que pensava que sim. Aproximei-me da porta e observei que as entradas eram efectuadas rapidamente, para apressar ainda mais o fluxo de visitantes os vigilantes efectuavam a validação dos ingressos e o ritmo lento da venda de bilhetes era a razão da demora. O equipamento é novo e os operadores das caixas necessitarão de tempo para ganhar experiência. Decidi ir ver o que se passava na "Porta de São Mateus", a fila deveria ser um pouco mais curta mas era difícil de avaliar porque ia da bilheteira até à porta e depois virava na direcção oposta, pela avenida abaixo. Como não estava disposto a esperar "uma eternidade", resolvi ir tentar a sorte na "Porta da Ponte de Pau", felizmente que não existia fila e adquiri rapidamente o meu bilhete. Não sei o que aconteceu na "Porta do Sol Posto" porque não tive oportunidade de ver. O que sei é que nos últimos anos na feira havia pelo menos mais uma bilheteira, na entrada da "Pensão" e que foram suprimidas três entradas, uma a da "Pensão" e mais duas, uma junto do Pavilhão Multiusos e a outra perto ao "Jardim de São Mateus". Se hoje foi assim o que irá suceder amanhã, mesmo com bilhetes a custarem 7 €, com a actuação no "Palco Viriato" de Tony Carreira que arrasta dezenas de milhares de fãs, especialmente mulheres para os seus concertos?

A Feira de "São Mateus" e o Funicular


Enquanto feirava tive outra surpresa porque contrariamente ao que fora anunciado encontrei o "Funicular de Viseu" encerrado [ler]. Porém o "buraco" existente ao longo de toda a linha e estreitado nas passadeiras com barras de material isolante, continuava aberto apesar existirem protecções adequadas que deverão estar guardadas no armazém da EXPOVIS.
Se a razão da paragem do ascensor estiver relacionada não como mais uma avaria, mas por motivos de segurança dos visitantes, especialmente nos dias em que a entrada da Feira de "São Mateus" é paga e a afluência de gente para feirar é maior, estamos perante uma decisão sensata mas que deveria, como em anos anteriores, ser alargada. Os cuidados com a linha - vedações a impedir a circulação no interior da linha, excluindo naturalmente a passadeiras, e a colocação das protecções destinadas a tapar a abertura central, tanto no interior como no exterior do recinto da feira, prolongando-se até à Rua Serpa Pinto, porque esse material existe e deverá ser utilizado são necessários. Felizmente ainda ninguém foi atropelado pelo funicular mas quedas já aconteceram demasiadas vezes. Custa-me a crer que tenham vendido esse material para a sucata...

20140815

Um Pedido ao Dr. Jorge Sobrado





Senhor Dr. Jorge Sobrado, Acessor do presidente da câmara, Dr. Almeida Henriques e Director do Gabinete de Imagem e Comunicação do município. Peço-lhe encarecidamente que informe os responsáveis pelas "Visitas Guiadas à Cava de Viriato" que afastem os visitantes do "Lago da Cava". Como pode confirmar esta situação que certamente desconhecerá, não dignifica a "Melhor cidade para viver" e por esse motivo não consta dos inúmeros pendões que mandou colocar pela cidade e nos principais acessos. Se as anunciadas visitas [ver] já foram canceladas ou abreviadas e a "visita" será apenas ao "Monumento a Viriato" e pouco mais, então este pedido já não fará sentido. Na dúvida aqui fica e uma vez que este assunto poderá extravasar as suas funções, peço que envie uma breve mensagem de correio electrónico, ao destinatário que entenda ser competente à qual poderá juntar uma ligação para esta publicação.
Grato pela atenção.