20140916

Balanço da Feira de "São Mateus"


Na Feira de "São Mateus" foi este ano e pela primeira vez instalado um sistema automático de contagem do número de entradas. Nas portas principais (São Mateus, Viriato, Sol Posto e Ponte de Pau) a contagem foi realizada por torniquetes, nas entradas secundárias e de serviço (São Mateus, Pensão e Ponte do Centro Comercial *) os vigilantes utilizaram contadores manuais para completar os números obtidos nos torniquetes. Seguindo esta metodologia o número total de entradas foi de 800.000, bastante longe da estimativa de "um milhão ou ainda mais", apregoado pelo Sr. Jorge Carvalho mas que durante a gestão do Dr. José Moreira, já tinha sido verificado não ter correspondência com a realidade. O dia de maior enchente foi o dia 10 de Agosto, com 22.000 entradas **, provavelmente motivadas pela realização de um programa itinerante de cariz popular e de grande audiência, organizado por um canal de televisão privado e transmitido em directo. Nos dias 16 de Agosto (Tony Carreira) e 23 de Agosto (Xutos & Pontapés) o número de entradas, esteve próximo de 20.000. Nos dias em que não se realizavam, no "Palco Viriato" espectáculos de maior notoriedade e as entradas eram livres, a média foi sempre superior a 17.000. Estes números poderão significar que o investimento em "grandes nomes" não fez aumentar significativamente o número de entradas, o preços dos bilhetes 2.5 € no dia 10 e 7€ euros nos dias 16 e 23 de Agosto, poderá explicar os resultados apurados. Estes números constam duma notícia, assinada por Sandra Ferreira, publicada no "JN" de 15/09/2014 (Segunda-feira) patrocinada pela "Feira de São Mateus" e por uma grande empresa de energia. Acontece que tal como o São Mateus, "Padroeiro dos Contabilistas", também aprendi contabilidade e sempre lidei com números exactos. O número 800.000 é certamente também um número aproximado, será por defeito ou por excesso? neste caso pouca diferença fará. Mas fui fazer as contas e dividindo 800.000, pelos 38 dias que durou o evento apurei que a média diária de entradas terá sido um pouco mais de 21.000, número que se aproxima muito do máximo registado e indicará a existência de um lapso nas declarações atribuídas ao Presidente da Câmara Municipal de Viseu, Dr. Almeida Henriques. Aliás considerar que o número apurado de 800.000 entradas, andou perto de um milhão é no mínimo estranho. 
A mesma notícia adianta que no próximo ano haverá um dia especial dedicado ao emigrante, "com uma grande festa" e um "festival de rock", para o público mais jovem a realizar no último fim-de-semana da feira. O palco voltará a andar em bolandas e irá retornar para junto do rio Pavia, facto que só será possível com uma grande remodelação a efectuar no Campo de Viriato.

* O número de entradas pela "Ponte Pedonal Híbidra Compósita" considerado diminuto, não foi controlado.
** O recordista da feira continua a ser Marco Paulo que na década de 1980 levou a feira 40.000 pessoas. Número que dificilmente será superado pela banalização dos concertos e pela exiguidade do actual recinto.

Memórias da Feira de "São Mateus" # 4


Dois painéis interactivos foram uma inovação introduzida na Feira de "São Mateus" que encerrou no dia 14 de Setembro de 2014 (Domingo). Além de informações de utilidade geral, vídeos  de promoção da feira e da cidade, os equipamentos podiam ser utilizados para tirar fotografias que depois seriam enviadas para endereços de correio electrónico, inseridos através de um teclado virtual pelos visitantes. O equipamento localizado dentro do recinto, junto ao novo espaço "Viseu Lounge", foi sempre naturalmente o mais utilizado, o segundo instalado junto da "Porta de São Mateus", não despertava tanto a atenção. Será que estes equipamentos irão ficar armazenados até à próxima feira? seriam muito úteis se os conteúdos multimédia fossem alterados e os equipamentos instalados noutros pontos da cidade. O ideal seria a colocação em praças, ou rua centrais da cidade mas tenho a certeza que seriam rapidamente vandalizados. Certamente que a câmara municipal saberá escolher dois edifícios para aproveitar o investimento realizado.

De Malas Aviadas...


Contentor de lixo na Rua Padre Virgílio Lopes (Pedras Alçadas)

A Iluminação da "Cava de Viriato"




Um dos muitos sinalizadores inúteis colocados na "passadeira" de granito da "Cava de Viriato", de dez em dez "calhaus" existe um ponto de  luz que há vários anos não funciona.

Aldrabas, Batentes e Portas de Viseu


Porta  grafittada algures em Viseu

Martim Vicente - "País dos Licenciados"



“País dos Licenciados” letra e música de Martim Vicente [Facebook]

20140915

"Festa das Vindimas"



A ideia de publicitar a "Festa das Vindimas" usando várias personagens poderá ter sido boa mas e os vândalos, pensaram neles? se isto aconteceu no Rossio (Sala de Visitas da Cidade) o que não poderá acontecer noutros locais?
Pobre homem, não será muito inteligente porque foi para as vindimas de calças à boca de sino e casaco para carregar as gamelas cheias de cachos de uvas. e agora ficou sem cabeça, sem as uvas e reduzido a metade.

A Nova "Marca Viseu"


A "Marca Viseu" e uma das suas variadissimas utilizações

Grafitti de Viseu



Estas duas imagens foram obtidas na mesma rua e no mesmo local e em paredes opostas. Imaginem o desconforto que senti quando ouvi, na "Melhor cidade para viver" um pai a dizer ao filho de pouca idade mas que já caminhava sozinho - "Anda caminha depressa que este lugar não é bom!".

A "Festa das Vindimas"


Finalmente o a publicidade muito retardada colocada à entrado do "Mercado 2 de Maio", sobre a qual enviei um "recado" ao Dr. Jorge Sobrado que caiu em saco roto, foi substituída [ver]. Desta vez a informação é referente à "Festa das Vindimas" de Viseu que irá decorrer entre os dias 18 e 21 de Setembro de 2014 [p. oficial].

Incrível na "Melhor cidade para viver"!


Este edifício localizado na Rua do Arco à entrada do recinto da feira semanal, começado a construir há mais de um ano continua fechado, apesar de aprentemente concuído e posso afirmar que é um "elefante branco anão" que o ex-presidente da câmara, Dr. Fernando Ruas deixou como herança ao Dr. Almeida Henriques. Na edificação, destinada à instalação de portaria, instalações sanitárias e serviços de apoio à  feira semanal tudo é pequeno. A construção foi como era "tradição" muito demorada e por diversas vezes esteve interrompida [ver] .


Relativamente a esta imagem custou-me a acreditar naquilo que os meus olhos viram mas a máquina fotográfica confirmou que não estava a sofrer de alucinações...
São conhecidos os problemas de drenagem das águas pluviais e da rede de saneamento na Rua do Arco e no recinto da feira semanal que já por diversas vezes ficou alagado, na Rua do Arco na confluência da Rua dos Capitães e Rua do Arco, quando a chuva é muita passa a correr um rio caudaloso.
Já há alguns anos e depois duma dessas "cheias" foi aberta uma passagem directa da rua para o caneiro que passa junto ao muro da feira. O "buraco" dotado de uma grelha de ferro era de razoável dimensão e fora estrategicamente colocado de maneira a evitar que a água das chuvas entrasse directamente no recinto da feira. Esta manhã reparei que na sequência das obras de construção de um dos novos percursos pedonais, a grelha foi eliminada e substituída por um tubo de calibre muito reduzido. Os senhores "inginheiros" que esperem para ver o resultado,,,



Outra situação na Rua do Arco a merecer reparo e já do conhecimento dos serviços de águas e saneamento, está referenciada na terceira e na quarta fotos e é a consequência de um erro de projecto ou do entupimento da rede de esgotos e dá origem ao levantamento da tampa metálica e à escorrência para a rua de água contaminada, pedaços de papel higiénico, toalhetes e preservativos, entre outros. 

Memórias da Feira de "São Mateus" # 1

 O "Cristiano Ronaldo das Enguias" na feira anual de Viseu com um "peixe" no pescoço

 O "Peixe da horta" na barraca do "Cristiano das Enguias", ex-barraca da "Ti Quitas"

O Sr. Cristiano a retocar o "Peixe da horta"

O Sr. Cristiano prometeu e cumpriu trazer um "Novo conceito" à comercialização das tradicionais enguias. à primeira e espero que única edição da Feira de "São Mateus". A inteligência e bom senso deverão fazer retomar o calendário que com variações, ao longo de mais de cinco séculos, nunca até 2014 tinha sido excluído o "Dia de São Mateus", celebrado a 21 de Setembro.
O inexperiente feirante chegou com a cabeça a transbordar de ideias inovadoras que foi concretizando. Além do manequim equipado a rigor, com acessórios que foram mudando ao longo das semanas, instalou uma cobertura para abrigar do sol as suas mesas e um sistema de ventilação para refrescar os clientes. O manequim foi o seu melhor vendedor e inicialmente chegou a causar algum desconforto entre colegas que acabaram por achar graça ao "boneco". Nos últimos dias de feira a criatividade do comerciante confirmou-se quando transformou duas abóboras em "Peixes da horta", com a ajuda dum canivete, um marcador negro para fingir escamas, azeitonas para fazer os olhos, nas barbatanas utilizou palitos de dentes e azeitonas e finalmente rodelas de tomate para a boca. Uma vez que não existe qualquer diferença nas enguias porque actualmente apenas existe uma fábrica de conserva de enguias em molho de escabeche, embora há muitos anos existissem dois fabricantes de conservas de enguias em barricas de madeira, sobreviveu naturalmente o fabricante que tinha o produto de melhor qualidade. Na actualidade as enguias são acondicionadas em réplicas em metal das barricas de madeira, com aduelas e aros de ferro fingidos. Para preservar a qualidade é apenas necessário enquanto fechadas guardar as latas em lugar fresco, não é necessária refrigeração e periodicamente ir virando o "pipos", porque o saboroso molho é o segredo que tornava as enguias melhores que as da concorrência, não cobre totalmente as enguias e é conveniente que elas estejam molhadas Uma vez que as enguias são todas iguais é necessário apresentar o produto de modo diferente, foi esta a estratégia que o novato vendedor utilizou, ao que parece com sucesso e sem recorrer a empresas de consultoria, publicidade e "marketing". Cuidadoso com a apresentação da sua "barraca" e exigente com os seus colaboradores prestou igual atenção a todos os pormenores, por exemplo enquanto tirava estas fotos, as azeitonas dos olhos dos peixes que estavam a ficar secas, foram substituídas por outras frescas, depois de ter ouvido a minha opinião que naturalmente foi confirmativa.

Memórias da Feira de "São Mateus" # 2

 


Se em Viseu o estacionamento é todo o ano caótico, em Agosto os emigrantes que no estrangeiro são cumpridores e em Setembro, os visitantes da feira anual estacionam por todo o lado, mesmo em cima da "Cava de Viriato", como se pode ver.

Memórias da Feira de "São Mateus" # 3



Ontem o "Funicular de Viseu" retardou a entrada em funcionamento porque a realização dum programa televisivo na zona do "Espelho de Água" assim o exigiu. Os cabos das câmaras de vídeo espalhados pela feira e sobre a linha do ascensor, para permitir a recolha de imagens assim o exigiram. A colocação das protecções metálicas na linha do funicular terá sido uma consequência do "Auditoria externa" às condições de segurança do recinto da feira?


E casos como esta ligação à rede de energia eléctrica também foram auditados?

A Nova Feira de "São Mateus"


"Prontos"... encerrou oficialmente a primeira Feira de "São Mateus" faço votos para que no próximo ano a verdadeira "Feira de São Mateus" que naturalmente tem no seu calendário o dia 21 de Setembro, o dia em que se honra a memória do primeiro evangelista e patrono da feira anual de Viseu, entre 1511 e 2013, regresse.
Mateus, antes receber o chamamento de Cristo apenas se preocupava com o dinheiro e chamava-se Levi [saber +]. Portanto nunca se sabe, pode acontecer que alguém influente, certamente não Jesus Cristo, guie o Dr. Almeida Henriques e/ou o Dr. Jorge Sobrado para o caminho certo.

20140914

Feira de "São Mateus"


Será que estes pendões foram instalados aos pares porque o primeiro apenas com o logotipo da feira anual de Viseu, não era eficaz a transmitir o "slogan" - "Nós gostamos de Feirar"?

A Feira na Televisão

Os habituais "mirones" entre os quais me incluo

Preparando a câmara para o trabalho

As "casinhas" a estorvar a visibilidade e ocupar espaço que poderia ser usado pelo público

O palco da festa, programa televisivo de um canal privado de TV, que terá início às 14 horas 

Adivinha-se uma grande enchente para assistir ao espectáculo de cariz popular que um canal privado de televisão vai organizar na Feira de "São Mateus", na zona do "Espelho de Água". O palco está montado dentro do lago e ligado a terra por um passadiço metálico. O público deverá começar a chegar em massa, não logo no início de evento às 14 horas porque o programa encerra às 20 horas, mas cerca da 16 ou 17 horas já irá ser difícil assistir confortavelmente ao espectáculo que incluirá directos a partir da feira e quem sabe entrevistas aos organizadores do certame. A zona verde do "Espelho da Água" e o espaço que o separa dos restaurantes não possuem uma área muito grande, mas foram a alternativa encontrada porque o  "Palco Viriato" e o seu largo não podem, por razões de logística receber o evento. Grande parte da zona verde está ocupada pelo equipamento de vídeo e som, uma carrinha de distribuição de rifas e pelas "casinhas" que além reduzirem o espaço, também retiram a visibilidade aos espectadores. Se não chover muitos daqueles que "Gostam de Feirar" deverão ficar desiludidos e pensar que seria melhor ter ficado a ver o programa em casa. Felizmente que a desilusão será compensada porque existem muitas outras atracções na centenária feira anual de Viseu. A feira encerra hoje dia 14 de Setembro, pela primeira vez em 503 anos, mas a tradição permite que a entrada seja livre.
.

Feira de "São Mateus"


Os criativos da agência de publicidade que desenhou o logotipo da Feira de "São Mateus" certamente não saberão que existem problemas graves na "Cava de Viriato", nem é facto que os preocupe mas a câmara municipal já os deveria ter solucionado. Se a cava é tão valorizada e o octógno utilizado na marca registada da "Feira de São Mateus", na "Marca Viseu" (A melhor cidade para viver), no novo logotipo do município, em tudo o que é material de propaganda da câmara e na feira anual, a cava deveria estar melhor cuidada e não ser motivo de embaraço para quem conhece o monumento que depois das obras de "recuperação paisagística", acabou por ficar menos acessível e uma má experiência para os visitantes que são atraídos pela notoriedade do monumento e depois se deparam com problemas graves, incluindo a falta de segurança.

A Iluminação da "Cava de Viriato"



O arquitecto responsável pelo projecto de arranjo paisagística da "Cava de Viriato". para não desvirtuar o monumento, decidiu não colocar papeleiras mas há que arranje alternativas para essa falta e sem deitar nada para o chão...

Grafitti de Viseu


"Grafitti" e "tag" na passadeira de granito da "Cava de Viriato"

Meghan Trainor – “All About That Bass”


“All About That Bass” video da cantora, letrista e produtora norte-americana, Meghan Trainor que se tornou muito conhecida graças a este tema  [p. oficial].

20140913

Emanuel na Feira



Logo à noite no "Palco Viriato" da Feira de "São Mateus", pelas 22 horas o consagrado cantor Emanuel, o "pai do pimba", vai animar a festa mas atenção que "NÃO HÁ SENHAS DE SAÍDA"...

A Nova Zona Verde



O tempo vai óptimo para a relva semeada na nova zona verde de Viseu, localizada na margem esquerda do Rio Pavia, mas não é o desejado pelos feirantes da feira anual de Viseu, nem pelos visitantes que se as previsões atmosféricas de instabilidade, chuva, trovoada e queda de granizo se concretizarem, deverão ficar em casa em não ir visitar a feira que inexoravelmente irá terminar amanhã, porque quem "manda" no evento é a EXPOVIS mas na EXPOVIS, "mandam" o Dr. Almeida Henriques e o seu acessor, Dr. Jorge Sobrado.

"Nós Gostamos de Feirar"


"Nos gostamos de Feirar" é o "slogan da Feira de "São Mateus"

A Limpeza do Rio Pavia



Nunca os "Serviços Municipalizados", agora denominados "Águas de Viseu" se preocuparam tanto em manter limpo o Rio Pavia para não envergonhar a "Melhor cidade para viver". Mas é uma luta difícil a travar contra a natureza, que faz crescer limos e algas e aqueles que por falta de educação continuam a arremessar para o rio os mais variados objectos. As imagens obtidas no açude da Ponte de Pau mostram uma ferramenta parecida com um ancinho, usada na limpeza do rio e algum "lixo" que se foi acumulando na represa.

Feira de "São Mateus"


A feira anual de Viseu de 2014 tem marcas oficiais de cerveja e de café. Os feirantes estão impedidos contratualmente de fazer a venda de outras marcas, exceptuando alguns com contratos transitados de anos anteriores que não continham essa cláusula, mas a grande novidade foi o "Vinho do Dão", ter sido declarado - "Vinho Oficial", sem qualquer contrapartida claro, trata-se de um produto local e único. A cerveja oficial também tem o exclusivo da publicidade no recinto da feira mas para isso deverá ter desembolsado uma boa maquia. A marca de café, curiosamente é aquela que também utiliza na sua publicidade um "coração" com oito lados que faz lembrar o criado para a feira.

Seguro na Feira


Ontem dia 12 de Setembro de 2014 avistei na feira anual de Viseu, António José Seguro, o líder do Partido Socialista, em campanha para ser candidato a candidato, a futuro primeiro-ministro.

"Festas de São Mateus" - Soure


As "Festas de São Mateus" organizadas pela Câmara Municipal de Soure (Coimbra) que incluem a "FATACIS – Feira de Artesanato, Turismo, Agricultura, Comércio, Industria de Soure" - evento destinado à promoção e divulgação de várias actividades económicas locais, são o maior cartaz turístico da vila e do concelho, Os acontecimentos irão decorrer entre 18 e 23 de Setembro de 2014, o dia 21 de Setembro é Feriado Municipal [p. oficial] e [Facebook].
Vários feirantes a trabalhar na feira anual de Viseu vão aproveitar o facto, até agora inédito e estranho da "Feira de Mateus de Viseu", terminar no dia 14 de Setembro para irem fazer as "Festas de São Mateus", a Soure. Uma visita à página oficial permite ficar a saber que os espectáculos irão decorrer em quatro palcos, dois deles no exterior dos espaços destinados aos eventos.

O Concurso de Fotografia da Feira


A participação no concurso de fotografia - "Luzes, Câmara, Viriato!" ainda é possível até ao dia 14 de Setembro (Domingo), até às 17 horas, No dia 19 de Setembro as páginas do "Facebook" do município e da feira divulgarão a lista das 10 obras finalistas, no dia 21 de Setembro - "Dia de São Mateus", "Dia do Município" e "Feriado Municipal" serão anunciados os nomes dos vencedores e entregues os respectivos prémios  [saber+].
Ainda não me inscrevi nem tenciono fazê-lo mas volta a "cheira-me a esturro"! o tema do concurso é o Viriato, o concurso é realizado no âmbito da feira mas o prazo de inscrição e entrega dos trabalhos finda, no dia em que o evento encerra e os prémios serão distribuídos depois no "Dia de São Mateus"? Sinceramente ainda não percebi esta grande salgalhada pois na verdade a feira não deveria usar a designação de São Mateus, porque no dia 21 de Setembro quando se celebra o dia do apóstolo e evangelista, já o evento encerrou há uma semana.

20140912

O Estranho Caso da Piscina...



O mistério continua quem será o proprietário da piscina? será que o município está a cobrar alguma taxa pela utilização do espaço público, um zona verde que está a ser deteriorada, localizado junto à Ecopista do Dão, na Rua Adelino Azevedo Pinto (Rijo)? ou será um objecto (grande) abandonado à espera de remoção para o parque de sucata da câmara [saber +]?

São Mateus - E.S., Brasil


O Feriado Municipal de São Mateus, cidade e município do Estado brasileiro do Espírito Santo, é naturalmente o dia 21 de Setembro. A cidade recebeu o nome de São Mateus pelo facto de ter sido no dia 21 de Setembro de 1566 (Dia do Evangelista São Mateus) que o padre José de Anchieta visitou a cidade [p. oficial].

Brasões de Viseu

Escudo cortado sobre cartela com elmo e armas Cardoso e Almeida
Escudo cortado sobre cartela com elmo e armas Abreu e Costa

A actual capela de Nª Sra. da Vitória foi mandada construir em 1605 pelo Cónego António Almeida Abreu, como o comprova a inscrição na torça do portal - "Esta Capella de Nossa Senhora da Vitória mandou fazer e dotou por sua devassam o Conego António de Almeida Avreu 1605" e sucessivamente reconstruida em 1635 e em 1738. Mas a sua origem remontará a 1385 quando os viseenses repeliram um ataque dos castelhanos. Em 1956 foi deslocada para o Parque da Cidade e restaurada. Na capela edificada em granito, destacam-se as duas colunas coríntias a ladearem a entrada e um nicho com uma imagem de Nossa Senhora, ladeada pelos brasões de armas do fundador [saber +].

Viseu 2001 - Futebol Feminino


O "Viseu 2001" vai realizar no dia 14 de Setembro (Domingo), no Campo 1º de Maio (Fontelo) um torneio de Futebol feminino - "Cidade de Viseu Women´s Cup". A competição terá o seu início às 9H30, a final será às 18H30. A apresentação oficial da equipa do "Viseu 2001" que irá disputar o Campeonato de Promoção, época 2014/201 irá acontecer às 17H30. As equipas convidadas são o "Seia FC", Guarda (Campeonato de Promoção - Escalão Secundário), "Vila Verdense FC", Vila Verde, Braga (Campeonato Português Futebol Feminino - 1ª Divisão) e a "Fundação Laura Santos", Guarda (Campeonato Português Futebol Feminino - 1ª Divisão).

Rua Manuel de Almeida Lopes


A Rua Manuel de Almeida Lopes (Industrial e construtor de obras públicas) inaugurada em 8 de Junho de 2013 é um novo arruamento, paralelo à Avenida da Europa, com acesso à direita da Rotunda dos Comerciantes e pela Avenida da Bélgica, junto ao stand de automóveis. Manuel de Almeida Lopes nasceu em Nesprido, Povolide (Viseu), em 4 de Fevereiro de 1873 e faleceu em 29 de Junho de 1937, vítima de um acidente ocorrido na passagem de nível sem-guarda da Aguieira, quando o seu automóvel foi colhido por uma locomotiva da Linha do Vale do Vouga. Casou com Maria do Céu Lopes, com quem teve oito filhos. Honrado e trabalhador foi um empresário empreendedor e com apetência pela aplicação das mais recentes técnicas construtivas. Montou um guincho movido com um motor de automóvel, utilizado na edificação da Estação Central dos Correios de Viseu (CTT), na actual Praça General Humberto Delgado que foi motivo de grande curiosidade. Como construtor de Obras Públicas edificou também a Escola Salazar mais tarde remodelada para ser integrada no conjunto de edifícios da  Escola Industrial e Comercial de Viseu (actual Escola Secundária Emídio Navarro, corpo em cantaria de granito em frente ao Jardim de Santo António), a Câmara Municipal de Moimenta da Beira, reconstruiu a Casa Amarela e parte do Balneário Rainha D. Amélia (Termas de São Pedro do Sul).
Manuel Almeida Lopes, conhecido pelo alcunha de “Capa Cavalos”, também foi um industrial. Fundou e geriu uma serração na Aguieira e outra em Oliveira de Barreiros (São João de Lourosa), que produziu tijolos e telhas e onde funcionou  uma moagem de cereais.
Mais uma vez se lamenta que a placa toponímica de azulejos, pintados manualmente por Maria Isabel, tal como acontece noutras ruas da nossa cidade, não indique os anos em que viveu o homenageado.
Naturalmente comecei a minha investigação no portal do município, encontrei a rua mas com outra localização, curiosamente um arruamento de menor extensão e importância que ainda não saiu da fase do projecto [ver]. Encontrei outra desactualização no portal porque no que que à toponímia diz respeito, ainda continuam a existir três juntas de freguesia na "Melhor cidade para viver".

Fontes: Prof. Jorge Azevedo Pinto e R. Bispo (“Jornal da Beira” nº 4794  de 6 Junho de 2013 )[Consultar PDF]