EDITORIAL


Quando eu me poupe a falar,
Aperta-me a garganta e obriga-me a gritar!
José Régio


Aqui o "Acordo Ortográfico" vale ZERO!
Reparos ou sugestões são bem aceites mas devem ser apresentadas pessoalmente ao autor.

20170226

“Something Just Like This”


“Something Just Like This” vídeo para tema, com a colaboração de Coldplay, para servir de amostra do álbum de estreia “Memories...Do Not Open”, a editar no próximo dia 7 de Abril, pelos nova-iorquinos The Chainsmokers.

20170225

Caixas de Correio


GIF via GIPHY
Caixa de Correio, igual a muitas outras mas esta embutida em abertura de muro

Viseu 2001 vs GDC A-dos- Francos


GIF via GIPHY

26 de Fevereiro (Domingo), às 16h00 no Campo 1º de Maio (Fontelo), a equipa de futebol feminino sénior do Viseu 2001, vai receber o GDC A-dos-Francos (Caldas da Rainha/A.F. de Leiria), em jogo da 1ª Fase,  18ª jornada da "Liga de Futebol Feminino.

“Simon’s Cat: A Day in the Life of a..."


“Simon’s Cat: A Day in the Life of a Cat Owner” compilação de vídeos Simon Tofield, dedicados a todos os que partilham a casa com um gato, com hilariantes episódios da vida quotidiana.

"VIZEU - Cava de Viriato"


GIF via GIPHY
"Paizagens Portuguezas, VIZEU - Cava de Viriato"
Bilhete Postal Ilustrado, Editor e Fotógrafo desconhecidos, Circulado em 23 de Setembro 1909

20170224

"Visitar Viseu - 2017 Ano Oficial"


GIF via GIPHY

A edição de hoje do "Diário de Viseu" publicou o segundo artigo da rubrica, iniciada na passada semana, a propósito da campanha "Visitar Viseu - 2017 Ano Oficial", com o título "Das Igrejas à Cava de Viriato Passando pela Muralha Romana", com o intuito de ajudar a conhecer melhor Viseu apresentando uma súmula dos "principais monumento da cidade, aqueles que merecem uma visita dos turistas e também dos residentes". Não me vou alongar sobre o conteúdo do pequeno texto, provavelmente sugerido pelo "Núcleo de Imagem e Comunicação", do Dr. Jorge Sobrado, mas a Cava de Viriato é classificada como sendo um dos "maiores mistério da história de Viseu (só visível do ar) (...)". Mas que grande "descuido", então o monumento só é visível do ar... certamente a câmara municipal irá providenciar uma geringonça voadora para ver o monumento do ar. Relativamente à origem e finalidade dos oito fortes taludes de terra batida com 2.000 metros de perímetro e 30 hectares de área, rodeados por um fosso com água do qual existem enormes vestígios apenas é referida a mais recente teoria, perfilhada pela câmara municipal de que a construção "seja o que resta da tentativa de Ramiro II de transladar a cidade do morro da Sé para aquele local." tentativa gorada porque "Com a morte de irmão, Ramiro II teve de abandonar a cidade para assumir a coroa, em Leão". Esta teoria é uma efabulação, a tese da fortaleza ter sido servido para proteger uma cidade-acampamento islâmica merece maior credibilidade. Ramiro II, não foi rei por morte do seu irmão Afonso IV mas porque este em 931 e pouco depois de ter subido ao trono, abdicou em seu favor decisão precipitada da qual se veio a  arrepender, Ramiro II deu-lhe batalha e prendeu-o mantendo a coroa .

Osso Vaidoso - “Continuarei”


“Continuarei” vídeo para tema do segundo trabalho de originais “Miopia”, editado em Novembro de 2016, pelo projecto Osso Vaidoso,  de Ana Deus e Alexandre Soares.

A “Fonte do Arco”


GIF via GIPHY

Junto da “Porta dos Cavaleiros” e em frente do Solar dos fidalgos do Arco, da família Albuquerque do Amaral Cardoso foi construído, no ano de 1741, um fontanário em granito com as armas reais portuguesas colocadas sobre um nicho com uma imagem de São Francisco de Assis. De feição barroca a sua construção deve-se a António de Albuquerque que aproveitou um chafariz já existente no local. A fachada está dividida em três corpos separados por pilastras, encimadas por fogaréus. No corpo principal estão colocadas duas bicas em forma de malmequer e o tanque. Da água que jorrava das suas bicas diziam-se maravilhas mas há cerca de duas décadas e depois das escavações para a construção do "Centro Comercial Académico", a água passou a rarear e a ser imprópria para consumo. Na parede posterior, totalmente revestida com azulejos de padrão, existe um banco e um painel com as armas de Viseu.
A ligação da fonte e da família proprietária do solar fronteiro ao romance de Camilo Castelo Branco, “Amor de Perdição” não passa de uma fantasia do escritor que descreveu uma violenta cena de pancadaria junto da fonte.

"VIZEU - Fonte do Arco", Bilhete Postal Ilustrado nº 7 da Colecção Passaporte (LOTY), fotografia provavelmente da década de 1950. A imagem permite ver em segundo plano, logo atrás e à esquerda da fonte, o edifício onde entre 1942 e 1989 funcionou a sede do extinto "Clube Académico de Futebol - C.A.F.", mais conhecido como "Académico de Viseu". No rés–do-chão tiveram porta aberta os "Armazéns Avenida de António das Águas", especializados na venda de mobílias e colchões.

Festa "Centenário Académico Viseu"?


GIF via GIPHY

"Centenário Académico Viseu"?
Façam lá a festa! já que não foram ao velório... Porém existem vários problemas... a existência de um "Académico de Viseu" deverá ser anterior a 7 de Junho de 1914, data da notícia encontrada, por José Madeira, no nº 2897 do "O Comércio de Viseu" que publicitava como estando incluído nas "Festas de Santo António - Festas da Cidade", a realização no dia 15, às 14 horas, no Campo de Viriato de um "Desafio de Futebol entre os teams Sportivos de Tondela e Académico de Viseu". Porém todas as buscas realizadas na imprensa regional, em datas posteriores ao nº 2900 do mesmo jornal que noticiava a vitória dos academistas, até 1918 foram infrutíferas para voltar a encontrar o "Académico". Os Estatutos do Clube Académico de Futebol, elaborados em 1927, indicam como data de fundação 1917, sem referência a dia ou mês. Esta imprecisão deverá ser justificada por desorganização, uma vez que a colectividade não estava legalizada e o nome era usado sempre que se juntavam para jogar futebol alunos do Liceu de Viseu e do Colégio da Via Sacra. O ano de 1917 exarado no Estatutos de 1927 e repetido em 1961 [ver], foi o que serviu para validar a inscrição na Federação Desportiva de Viseu (actual Associação de Futebol de Viseu). O Clube Académico de Futebol (Académico de Viseu), com altos e baixos existiu até 5 Janeiro de 2006, data em que o Tribunal Judicial da Comarca de Viseu, decretou o fim das actividades do clube por insolvência. Entretanto o futebol sénior já tinha transitado para o Grupo Desportivo de Farminhão que pouco depois, alterou a sua designação para "Académico de Viseu Futebol Clube", transferiu a sede para Viseu, mudou de cores, emblema e passou a jogar no Estádio do Fontelo, participando no campeonato da 1ª Divisão Distrital da Associação de Futebol de Viseu. Uma vez que o Clube Académico de Futebol/C.A.F./"Académico de Viseu" foi extinto por insolvência, o actual Académico de Viseu Futebol Clube, anteriormente Grupo Desportivo de Farminhão, deverá celebrar o seu 40º  aniversário em Setembro deste ano, e naturalmente não o centenário. O Clube Académico de Futebol, foi extinto por decisão judicial,  Processo de Insolvência n.º 3184/05.8TBVIS do 4º Juízo Cível da Comarca de Viseu, foi em 26/02/2010 declarado encerrado pelo Juiz de Direito, Dr. André Alves [LER PDF].

Escrito com a ajuda do artigo de José Madeira -  "Académico de Viseu, Dúvidas quanto à data da Fundação", in "Viseu Futebol - volume 1" de Carlos Costa [ver]
P.S.  Entrada "5 Golos"

Publicado em 1 de Junho de 2014

Rua Frederico Ozanam


GIF via GIPHY

Rua Frederico Ozanam - "Segredos" da toponímia viseense
Muito poucos saberão onde se localiza a Rua Frederico Ozanam e porque razão foi homenageado e tem uma rua com o seu nome em Viseu. Se a primeira placa (1958) não esclarecia, a segunda datada de 2/2015 também não. Uma pista para desvendar o segredo está nos azulejos das "Moradias Vicentinas", demolidas e finalmente totalmente arrasadas, tendo sobrevivido o antigo "Centro Social", agora sede do "Grupo Columbófilo de Viseu", uma moradia, o cruzeiro, a fonte e pouco mais.  As vistas sobre a cidade e arredores e a localização são um privilégio que poucos conhecerão. A abertura da Avenida de Salamanca (novo acesso a Santiago) obrigou ao corte da rua que dava acesso ao bairro das Conferências de São Vicente de Paulo. Para continuar a honrar a memória de Frederico Ozanam (1813/40, fundador da Sociedade de São Vicente de Paulo, a câmara municipal escolheu o arruamento que começa junto ao cemitério de Santiago. O desaparecido "Bairro de Santiago" aguarda a chegada dos privilegiados, depois de transferidos para gaiolas, os menos afortunados.
Azulejos de M. Isabel, 2/2015 e da Fábrica do Outeiro (Águeda), pintor BREDA (João), 1958 

“Street Art” – marianaptks


GIF via GIPHY

A portuguesa Mariana Patacas, aka marianaptks, disponibiliza uma selecção das suas pinturas com formas geométricas, cósmicas e muito coloridas executadas no Porto e arredores.

Grafitti de Viseu


GIF via GIPHY
Grafitti. encontrados algures em Viseu

20170223

Jax Jones - “You Don't Know Me”


“You Don't Know Me” vídeo de Jax Jones para o seu novo “single”, com RAYE

Caixa de Correio


GIF via GIPHY

Caixa de correio de arquitectura arrojada, encontrada algures em Viseu

Informação ou Propaganda?


GIF via GIPHY
Recomeçou, a caça ao voto, como se alguma vez tivesse estado parada... O Dr. Jorge Sobrado, depois da campanha dos "10 milhões", volta a atacar para garantir a reeleição do seu candidato, desta vez com "(...) mais de 1300 empregos e 22 investimentos num total de € 132 milhões."

Katy Perry – “Chained To The Rhythm”


“Chained To The Rhythm” vídeo de Mathew Cullen, para single, de futuro álbum ainda sem título e data anunciada, de Katy Perry. No vídeo colabora o “rapper” Skip Marley (neto de Bob Marley) que incentiva a parceira, a derrubar o muro e a protestar contra o presidente Trump.

20170222

Aldrabas, Batentes e Portas


GIF via GIPHY
Portal barroco de solar em Sernancelhe

“Paradise” de Studio Smack


“Paradise” é uma versão moderna animada, pelo "STUDIO SMACK", inspirada na pintura “The Garden of Earthly Delights”, do grande mestre da pintura antiga flamenga Hieronymus Bosch

Grafitti de Viseu


GIF via GIPHY

Grafitti (bombing) "CRLS" e "FUIE", algures em Viseu

“Weeds” de mona caron


“Weeds” pintura mural, fotografia, animação e vídeo da “Street artist” norte-americana mona caron, a trabalhar e São Francisco. Graças ao “Stop Motion”, plantas silvestres teimam em crescer e florir no betão, uma analogia às plantas que teimam em sobreviver em ambiente hostis das cidades modernas.

20170221

Finalmente o Letreiro!


GIF via GIPHY

Finalmente o empreiteiro e a câmara municipal colocaram um letreiro nas vedações das entradas do "Parque da Radial de Santiago", em fase de requalificação e alargamento para passar a ser o "Parque Urbano de Santiago".
Nota: Do outro "pulmão verde" da cidade - "Parque Urbano da Aguieira", quem ainda se lembra?

“Ferro” de Norte Estudio


“Ferro” é um vídeo de animação, realizado por Norte Estudio, muito poético e estranho que combina 3D, ímans  e limalha ferromagnética.

A Nova Torre de Viseu


GIF via GIPHY

A nova torre de Viseu, vista da estrada sobranceira ao "Parque de Santiago"

Alargamento do Parque de Santiago


GIF via GIPHY
Aspectos do "Pontão do Raposo",  do rio Pavia e do início do futuro "Parque Urbano de Viseu", na margem esquerda do rio.


GIF via GIPHY
Imagens dos trabalhos de limpeza e movimentação de terras, em curso nos terrenos que vão ser integrados no futuro parque urbano. cuja área vai passar de 5 para 8 hectares.

GIF via GIPHY

O futuro "Monte Viseu" deverá ser esta pequena elevação do terreno, onde existe um pequeno afloramento granítico e bem assinalada pela acácia/mimosa florida. Como já estive algumas vezes no futuro miradouro, sei que a vista da cidade até é agradável mas, infelizmente está estragada com o indescritível, o feioso "mamarracho" que em tempos este para ir abaixo. A apresentação das obras de requalificação e alargamento do parque foram muito simples, não passaram de uma apresentação, muito discreta, aos jornalistas. O Dr. Jorge Sobrado anda muito ocupado com o "Ano oficial para visitar Viseu" e a programação musical da feira anual e não organizou um micro-evento, com aparato e folhetos. Um desperdício...

Marvel Lima – “Primavera”


“Primavera” vídeo de David Tutti dos Reispara o terceiro “single” retirado do álbum de estreia “Marvel Lima”, da banda com o mesmo nome 

"Novidades" do Académico de Viseu FC


GIF via GIPHY


Situações lamentáveis numa equipa de futebol profissional e o treinador não abordou a questão das condições para treinar, no lameiro do "Campo Alves Madeira" e com os balneários a umas centenas de metros de distância.

The Kills – “Whirling Eye” (360° VR)


“Whirling Eye” vídeo (360° VR) de Sophie Muller para tema do novo álbum “Ash & Ice”,  da banda The Kills.

20170220

Vista Geral da Cidade de Viseu


GIF via GIPHY
"VISEU - PORTUGAL - Vista geral da cidade (lado norte)
Bilhete Postal Ilustrado, Edição da Comissão Municipal de Turismo (Viseu), Fotógrafo desconhecido, Não circulado, Datável da década de 1930. Foto obtida a partir da "Casa do Cruzeiro", Rua Maria Céu Mendes.

Parque Urbano de Santiago


GIF via GIPHY

Descobri há pouco a localização do anunciado "Monte Viseu", um dos atractivos decorrentes da requalificação do "Parque da Radial de Santiago" que terá funções de miradouro, sobre a colina da Sé. O parque irá passar dos actuais 5 para cerca de 8 hectares, com o alargamento para a margem esquerda do rio Pavia, inclusão de terrenos ribeirinhos localizados a Nascente, com início no Pontão do Raposo, Quinta da Longra e ao longo da Rua de São Pedro (acesso à Esculca pelo Bairro da Carreira/Estrada do Sátão) e que pertenceram à Estação Agrária de Viseu. O miradouro não é mais que uma pequena elevação sobranceira ao rio e vizinha  da Ponte de Pau. O espaço foi parcialmente utilizado pela "EXPOVIS", há alguns anos, para servir de "acampamento" aos feirantes da Feira de São Mateus e possui um pequeno bosque de árvores ribeirinhas e de carvalhos . Os trabalhos de limpeza do matagal e regularização do terreno já estão a ser efectuados e pouco mais haverá a fazer além das infraestruturas e do projectado atravessamento do Pavia, até mesmo os muros do rio poderão ser aproveitados. Assim sendo penso que poderá ser possível cumprir o prazo estabelecido de 3 meses até à conclusão dos trabalhos. Os bairros da Quinta da Longra e da Quinta da Carreira vão ser os maiores beneficiados pois, além da proximidade do parque de lazer, está desaparecer um ponto negro da sua vizinhança.
Logo que possível publicarei fotos dos trabalhos desta zona do parque.

Blondie – “Fun”


“Fun” vídeo de Dikayl Rimmasch para servir de amostra ao próximo álbum de Blondie  "Pollinator", a editar no dia de Maio 2017.

Novidades do "Parque de Santiago"


GIF via GIPHY
Foram muitos aqueles que no fim-de-semana foram ao engano ao "Parque de Santiago" e encontraram as entradas tapadas. Eram pais com crianças pequenas e as suas bicicletas, triciclos ou trotinetes, adultos para fazerem as suas caminhadas e pessoas mais velhas que pretendiam utilizar as máquinas de ginástica. Lamentável, será que as obras não poderiam ser executadas por fases de modo a minimizar inconvenientes? já que no dizer do presidente da câmara, Dr. Almeida Henriques, "Viseu já não conseguiria viver sem aquilo a ainda hoje se chama de Radial de Santiago e que nós queremos que se passe a chamar Parque Urbano de Santiago".


GIF via GIPHY
Alguns aspectos das obras em curso no parque onde estão a ser executados trabalhos de remoção do saibro, para executar a reposição de terra vegetal de modo criar solo apropriado ao desenvolvimento de flores, arbustos e das anunciadas árvores, que tanta faltam fazem para sombrear aquele lugar inóspito e da instalação de novas infraestruturas de água e electricidade.
O monte de terra junto ao ribeiro de Santiago, não é o anunciado "Monte Viseu" que não deverá rivalizar com a colina da Sé, mas segundo apurei poderá ser uma pequena elevação, natural, existente na margem esquerda do rio Pavia, para a qual o parque se irá expandir, tal como constava dos planos do "Programa Polis para Viseu" que não foram concretizados, por motivos desconhecidos.


GIF via GIPHY
Aspectos de caminhos principais do parque que certamente irão ser requalificados e de um dos 4 "novos" relvados sintéticos, executados com relva sintética e borracha velha, materiais já sem condições para serem reutilizados, um deles vergonhosamente colocado sobre um espaço verde natural, e de montagem desmazelada.

Thomas Dolby – “Hyperactive”


“Hyperactive” vídeo de Blocked On Youtube (and more) para “single” do segundo álbum “The Flat Earth” (1984), do britânico Thomas Dolby.

"Steet Art"


GIF via GIPHY

"Street Art" - "Stencilis" enncontrados algures em Viseu